23   

A Presença de Anitta no #CASAMENTOTHIEFE

 

Eu, pelo menos nas redes sociais (na vida real as pessoas não entendem memes, uma pena), vivo chamando pelo meteoro; tentando apressar a catástrofe natural que pode dar fim a essa nossa existência, porque está cada dia mais difícil entender o comportamento humano. Tá assim, quase insuportável. Aí eu fico lá “vem logo, meteoro; vem, meteoro!”. Sad but true.

Ontem à noite foi uma dessas ocasiões em que eu queria não apenas que o meteoro chegasse, mas queria dar a mão pro dito cujo e ajudar a finalizar o serviço.

Vamos contextualizar. Faz o que, sei lá, uns dois, três anos que tem uma galera grande, empenhada em chacolhar o status quo e mexer com vários paradigmas sobre projeção, imagem, autoimagem, status, ostentação, toda essa gama de coisas que, no fundo, só servem pra dividir qualquer sociedade em um sistema de castas, onde você tem maior ou menor importância de acordo com aquilo que VOCÊ TEM (ou finge ter) e não o que você é. Porque se a gente for comparar o ser, seremos obrigados a admitir que, nossa, que absurdo, somos praticamente iguais. Essa igualdade indigna algumas pessoas, pois elas são (lógico) especiais e diferenciadas. E pessoas diferenciadas nunca, jamais tem um comportamento como o da massa.

E é de Its e Premiums que essa parcela especial da população se alimenta. Eles só frequentam quem frequenta; são alimentados pelo próximo must have; observam o mundo do alto de seu pedestal de (sub) celebridade – e só Deus sabe qual é o significado que atribuem a essa palavra. O do dicionário é que não é, pois não há nada de divino nela, contrariando a devoção que celebrities em geral recebem. Enfim.

Problema nenhum, se cada um vivesse na sua e todos vivessem de boa. Mas a realidade é bem cruel. Influenciáveis que somos, nos deixamos abater por esses valores tortos, vez ou outra. A gente trava os dentes porque não é dessa vez que vai conseguir viajar pra Grécia – aliás, nem pra Mairiporã. A gente tem ódio da bolsa nossa de cada dia, quando ela emperra o zíper. Porque se fôssemos Premium People, esse tipo de inconveniência jamais nos atingiria.

É aí que entra aquela galera, “chata pra caramba”, que fica militando nas redes a nossa igualdade, a nossa importância dentro do quadro geral; apontando a tamanha idiotice que é fingir ter o que não tem pra parecer ser quem não se é. Eles tentam. Todo dia tem alguém argumentando o quão idiota é comprar o creme milagreiro só porque a moça da novela agora anuncia.

Aí, numa maré até que boa, onde um número considerável de pessoas já conseguia olhar para o consumo com outros olhos, com pouco mais de crítica nessa observação, um entendimento se espalhando de que, poxa, roupa é roupa. Tendência é pra geral e tem pra todo mundo, além de que – aceita que dói menos – o vestido de R$1500 saiu, provavelmente, da mesma fabriqueta que o de R$39. Tava tudo bem. A gente estava em paz, comprando no fast fashion e na loja do bairro.

Só até ontem.

Ontem a sociedade sofreu um retrocesso centenário. Por que? Porque a Anitta achou que podia ir ao casamento de #CASAMENTOTHIEFE com vestido da Riachuelo. Onde já se viu, uma celebridade vestindo Riachuelo!

02

Ué, não entendo mais nada. Tudo mentira então, que chique é pagar pouco? Gente bonita e elegante só deve usar (mesmo que emprestado ou ‘presenteado’) peças com muitos dígitos na etiqueta?

01

Não sou fã de Anitta. Minha indignação é com a hipocrisia generalizada que tomou conta do mundo. Ame a todos; somos todos iguais; dê cá um abraço, irmão! Desde que você não use Riachuelo, tá?

Não existe ser mais ou menos igual. Ou você acredita que algumas pessoas são superiores ou não. E ser igual quer dizer que a Regina Casé pode, sim, usar Givenchy sem que alguém faça piada dizendo que é “um desperdício” e a Anitta também pode, SIM, ir a um casamento com vestido Versace by Riachuelo.

Se eu posso, por que ela não? Se você pode se orgulhar daquele blazer Stella para C&A, o que tem de errado uma figura pública também usar?

Dinheiro não define caráter, mas fazer julgamentos, sim. E, ó, ser babaca é de graça, cuidado pra não ganhar pulseirinha VIP pra esse camarote.

imagens: reprodução.



 
25.02.2015
Sem categoria
23   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone
 
 

 
0   

Anticelulite Celludestock Serum Flash Vichy

 

Achei muito conveniente – pra humanidade – falar desse produto ainda essa semana, quando Paolla Oliveira parou o Brasil exibindo um bumbum nada menos do que espetacular na TV. Não que algum produto no mundo seja capaz de produzir um derrière daqueles, porque aquilo é benção, vamos aceitar, mas que fórmulas espertas ajudam, isso ajudam.

 

No fim de 2014 a Vichy lançou Celludestock Serum Flash, um produto que não substituiu, mas aumentou a família Celludestock. A diferença é que, como vemos no próprio nome, Serum Flash tem a textura bem diferente de seu antecessor. É bem fluida, aquosa mesmo, com absorção completa pela pele, sem necessidade de massagens vigorosas.

01

Na formulação ele também tem cafeína pura (em concentração de 6%; a versão creme tem 5%) ativo que aumenta a circulação local, propiciando a quebra de gordura. Tem também ácido hialurônico, que age hidratando, e principalmente, mantendo a água dentro das células. O ácido salicílico ajuda a suavizar a superfície da pele, melhorando a penetração do serum e deixando aquela sensação de sedosidade.

02

Em geral, o anticelulite Celludestock Serum Flash é um produto daqueles fáceis de manter a regularidade, dá pra usar direitinho, porque espalha rápido, não meleca e é fresquinho. Não demanda muita dedicação, se é que vocês me entendem rsrsrs Não é só preguiça de passar creme, gente. Mas já pararam pra pensar que, de 5 em 5 minutinhos que a gente precisa pra cada etapa das rotinas de beleza, a gente acaba perdendo uma horinha preciosa do dia? Quanto mais prático e rápido, melhor, né.

 

O resultado drenante dele é inegável. Sabe aquela afinada certeira, aquela enxugada nas sobras? Ele proporciona mesmo. Eu sinto muita diferença principalmente na hora de usar um short jeans mais justinho, ou mesmo na perna da calça, nas coxas. Fica mais confortável, graças a ausência de inchaço local. Como usei também no abdômen, notei ainda uma folguinha agradável na região da cintura.

Eu usei um frasco todo, que ganhei, e depois comprei outro. No mês de dezembro fiz também um tratamento (4 sessões) de Terapia de Ondas Acústicas (tem post no blog) em conjunto com a utilização do creme. Foi assim, a cereja do bolo.

Agora é manter, né? rs

Continuo usando o Serum Flash QUASE todo dia.

 

EXPERIMENTAÇÃO: VICHY
Preço: R$149 (pesquisei agora) na Época Cosméticos

 

 

EDITADO: tem desconto amigo pra leitores em todo o site da Época Cosméticos, mas tem que entrar POR ESSE LINK. O desconto aparece na finalização da compra.



 
03.02.2015
beleza
0   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone
 
 

 
5   

Máscara Facial LED

 

Durante as férias – cabô, volei! – eu publiquei a seguinte foto no Instagram:

 

mascara_led

 

Mulherada ferveu, querendo saber se eu tinha feito um pacto com o Homem de Ferro; aderido a alguma comunidade de vida em Marte ou apenas abilolado de vez. Calma, gente. É bem simples. E muito legal também.

 

Conheci a Máscara Facial de LED através da minha dermatologista. Ela fez uma participação no programa Hoje em Dia falando dela e eu, claro, fui logo querer saber tudo a respeito, porque se tem uma coisa que eu já conhecia e amava do consultório, é o aparelho de LED utilizado no final de quase todos os procedimentos. Dez minutinhos e a pele fica clara e calma e, de acordo com a Dra., com a formação de colágeno estimulada.

 

Daí que se agora existia a possibilidade de fazer isso em casa, todo dia, ah, meenhas feelhas, eu queria pra mim!

 

Não sai falando dela enlouquecidamente porque, macaca velha de blog, sei que não adianta espalhar maravilhas sem saber se o treco funciona mesmo, porque depois vocês voltam aqui (com toda razão, né) pra me dizer que não prestou. rsrsrs E não é um produto barato; o mínimo que eu deveria fazer era usar um bom tempo pra depois falar. Foi o que eu fiz.

 

Faz uns três meses que tenho a máscara e uso com certa regularidade. Não uso diariamente porque esqueço ou fico com preguiça – #sinceridades, mas poderia usar sem problema algum, se quisesse. Ela tem um mecanismo de desligamento automático, que não permite que a gente esqueça da vida e use além do tempo indicado. Esse mesmo mecanismo impede que ela seja religada em seguida, antes da pausa recomendada.

 

O que é essa máscara de LED?
Um aparelho do tipo home device – uso doméstico – com 93 diodos que emitem luz sobre a pele. Se usada como indicado, otimiza a renovação celular, com benefícios como a melhora geral da superfície da pele, hidratação, homogeneização da textura, além de atenuar e flacidez de toda a face; agindo de forma preventiva, curativa e reparadora da pele danificada.

 

Ou seja, é amor, é colágeno, é vida pra pele!

 

Uso com a pele já limpa, normalmente à noite e, em seguida aplico os produtos antiidade do momento (porque eu vario bastante). Não é obrigatório aplicar nada em seguida, mas se uma das propriedades do LED é potencializar a ação de produtos, por que não, não é?

 

Não dói, não arde e quase não esquenta. Quando você começa a sentir um calorzinho ela desliga, já que são apenas 7 minutos.

 

O que dói é só o bolso, custa R$575,00 (em 6x no site do fabricante). É um custo x benefício relativamente dentro dos valores de mercado se formos considerar o preço atual dos produtos antiidade, certo? Grande parte dos cremes/seruns estão entre R$100-R$200, então esse preço por um aparelho de vida longa e uso diário acaba se pagando com o tempo.

 

Se traz resultados? Traz. Usado regularmente ele mostra, sim, uma pele com viço, saudável. Fora que é ótimo para atenuar essas alergiazinhas típicas de picadas de inseto no verão (sério, levo MUITAS no rosto), além de desinflamar espinhas ocasionais da TPM. Pra quem sofre de acne existe uma outra versão, com LED azul, que é indicada especificamente para tratar o problema; o custo é o mesmo.

 

Gostei muito mesmo. A foto abaixo foi feita na semana passada, estou sem maquiagem, só com filtro (os poros estão ali, não me deixam mentir hahaha):

 

sem_maquiagem

 

Com 39 primaveras marcadas na folhinha e em meio a um verão quente como nunca, tô feliz com o resultado, não posso reclamar, não ;)

 

Pra quem quiser mais informações, a minha máscara é a Linealux Máscara Facial Rosso e esse é o site do fabricante: www.capellux.com

 

Repito, eu comprei com indicação da minha dermato, tá? O ideal é levar o assunto para discutir com seu médico, antes de investir – e até mesmo para escolher o melhor produto pro seu caso, já que há opções. Aliás, a Dra. Valéria Campos tem um blog todo cheio de novidades, super indico visitas regulares ao Valéria Campos Blog.

 

 



 
02.02.2015
beleza
5   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone
 
 

 
6   

Expulsando a Celulite com a Terapia de Ondas Acústicas: D-ACTOR

 

Você provavelmente já ouviu falar nele, se não pelo nome, mas como o “aparelho da Madonna”. D-ACTOR é a mais recente novidade que aportou em clínicas e consultórios brasileiros, depois de conquistar a diva pop – dizem que ela comprou um para usar em casa – e outras celebridades.

A ideia é velha conhecida da medicina. Ondas acústicas – oscilações de alta frequência, em inglês Acoustic Wave Therapy – já são empregadas há muito tempo na ortopedia e urologia. A litotripsia, aquela que detona os cálculos renais, nada mais é do que uma terapia de ondas acústicas. Muita gente chama erroneamente de Laser, mas não é.

Com as devidas adaptações de comprimento de onda, a Terapia de Ondas Acústicas foi transformada para o uso estético na indústria alemã, criadora do D-ACTOR.

 

aparelho

 

Não-invasivo, o tratamento se mostrou eficiente e rápido no combate à celulite (graus I, II e III), além de também proporcionar mais firmeza à pele, graças à estimulação do colágeno. Gordura localizada e retenção de líquidos também são amenizadas.

 

A sessão consiste em direcionar ondas de choque (acústicas) diretamente nas regiões afetadas. Os disparos são feitos rapidamente sobre a pele que antes recebe uma camada de gel que facilita a aplicação. A região tratada também tem o fluxo sanguíneo e drenagem linfática acionados, já que as ondas reverberam através dos tecidos, o que resulta em uma melhora global do aspecto da celulite.

note que um lado está mais avermelhado do que o outro: é para demonstrar que diferentes alcances de onda podem ser utilizados

 

Cada pequena área tratada (coxas; quadril e glúteos são os que apresentam resultados mais evidentes) é trabalhada por quatro minutos, o que torna tudo bem mais prático, não demandando muito tempo a cada sessão, que leva, em média 30 min. no total. Uma novidade é que os braços também podem se beneficiar com o tratamento, que só não é indicado para a região abdominal. Para essa área há outras opções, tão eficientes quanto e que não expõe os muitos orgãos ali alojados à ondas de choque.

 

Há quem faça duas sessões na semana, para resultados ainda mais rápidos, mas grande parte das adeptas se diz satisfeita com 1 sessão semanal, alcançando resultados ótimos em até 8 sessões. Depois é só manter a danada da celu longe! rs

 

O tratamento deve ser realizado por um profissional capacitado, ok?

 

Pesquisando vi que o valor médio por sessão é de R$400, no Brasil. Mas é muito mais confiável você procurar um local que você já conheça e confie no serviço oferecido e marcar uma avaliação. Pacotes costumam ser muito mais econômicos do que sessões individuais. Aqui em Jundiaí eu conheci o novo tratamento na Clínica Valéria Campos (onde trato a pele há a-nos), que o apresentou a novidade para a imprensa local dia 03 de novembro.

 

Para mais infos:
Clínica Valéria Campos - site
Barão de Teffé – 1000 – Vianelo/Bonfiglioli, Jundiaí – SP
Telefone:(11) 4521-7197



 
04.11.2014
beleza
6   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone
 
 

 
28   

Cirurgia Plástica: fiz uma Blefaroplastia

 

Essa sou eu, em 2013:

blefaroplastia

E essa sou eu, Vivi versão mangá, 2014:

blefaroplastia

O que tem de diferente entre a Viviane das fotos do ano passado e essas mais atuais? Uma Blefaroplastia, ou cirurgia das pálpebras.

Vou dizer que, entre o cardápio variado das plásticas, a Blefaroplastia era a única que realmente me tentava, por mais que todo mundo estivesse por aí botando silicone e fazendo Lipo, eu só cheguei a cogitar operar as pálpebras, que me incomodavam desde que me conheço por gente. Elas não caíram, nasceram caídas, tadinhas. Isso me pesava muito na fisionomia, que era sempre de uma pessoa brava e muitos anos mais velha do que consta na certidão.

Por outro lado eu não chegava nem a considerar a possibilidade de um dia fazer, porque meu limite para estética esbarra na anestesia geral. É como se eu tivesse traçado uma fronteira: faço tudo; uso cremes, faço Laser, deixo me cutucarem com agulhas, me esfolarem com areia, mas anestesia geral só em caso de necessidade médica. Não tenho julgamento pra quem se submete à ela, apenas decidi que eu não correria os riscos por vaidade.

Até que.

 

Um dia me disseram que as coisas tinham mudado e que, atualmente, não é obrigatório fazer o procedimento em Centro Cirúrgico, ou seja, poderia ser feito em consultório, com anestesia local e sedação. Do momento em que fiquei sabendo disso, até eu efetivamente fazer a cirurgia não se passaram 45 dias. Foi como se cortassem o cordão que me prendia à minhas pálpebras tristes, ‘corra, Vivi, corra!’ e lá fui eu fazer pré-operatorios, felizona.

Não pensem que fiz #aloka e me enfiei na primeira Clínica que encontrei, tá? rs Eu tava empolgada, mas com juízo. Conhecia a (Dra) Dani Battistoni dos redutos de beleza jundiaienses (a.k.a Salão Carla Consentino); ela é cirurgiã plástica e tem clínica própria, além de fazer um trabalho maravilhoso de Cirurgia Plástica Reparadora, no atendimento de um mega hospital público daqui. Fora que ela é tão legal, tão alto astral, que desconfio que se ela fosse cirurgiã  veterinária eu ia querer que minha cirurgia fosse feita por ela, mesmo assim hahahahaha Sério, eu vi outros trabalhos dela, falei com pacientes e, conhecendo o ser humano Dani Battistoni, não tinha nem que pensar, era com ela que eu queria fazer.

A consulta foi super tranquila e informativa. Tranquila porque ela falou com naturalidade e detalhadamente sobre como seria feito; e informativa porque eu pergunto tudo e mais um pouco, quero saber até o que os pacientes normalmente não querem saber. Sou assim, me tranquiliza saber os pormenores, mesmo que técnicos. Ela me pediu uma série de exames pré-operatórios, o que é rotina. Apesar da anestesia ser local, a Blefaroplastia é considerada uma cirurgia de médio porte (a minha levou 3 horas), então é preciso fazer esse check up direitinho. Isso ajuda a evitar imprevistos durante o procedimento e também na recuperação.

Fiz a cirurgia dia 31 de dezembro de 2013. Você leu direito, eu passei o réveillon “operada”. Porque eu quis, viu. Eu não ia viajar, se deixasse escapar essa data só seria no final de janeiro e, claro, a essa altura eu já não queria esperar. Era pra melhor, eu estava é ansiosa demais pra me preocupar com a minha aparência no Ano Novo.

Tudo correu na mais perfeita paz. Operei as pálpebras superiores e inferiores (aquelas bolsinhas abaixo dos olhos), retirando gordura e excesso de pele. Não senti nada de dor durante o procedimento e na recuperação segui à risca as orientações da médica e não fazia absolutamente nada. Isso é fundamental, muita gente peca nessa hora: como você não sente dor, pensa que está 100% e sai saracoteando por aí. Não pode. Seu organismo está em um importante processo de recuperação e regeneração de tecidos. Tem que ficar quietinha, meditando, esperando a mágica acontecer.

 

Eu estava tão feliz por finalmente ter me livrado do excesso de pele que levei de boníssima os primeiros 30 dias, apesar do hematoma ser de assustar olhos destreinados e apesar do inchaço que ia e voltava, porque é uma região chatinha mesmo. Se já acordamos com a cara inchada só por dormir, imagina depois de uma cirurgia. Mas, olha, passou que eu nem vi.

Os pontos foram tirados depois de apenas 4 dias! Depois os retornos eram semanais e por fim quinzenais. Nos primeiros 60 dias é recomendado pegar leve no esforço, depois, vida normal. A cicatrização total da região é após, aproximadamente, seis meses depois do procedimento. Nesse intervalo a única coisa que alterava era a coloração. Um dia a cicatriz estava rosa, no outro quase invisível, tudo dependia muito da temperatura,  porque minha pele é bem reativa.

Nas primeiras duas semanas também é aconselhável fazer drenagem na região, com uma profissional habilitada para pós-cirúrgico. Ajuda demais, melhora muito a sensação de inchaço e você consegue ver os primeiros resultados. Além de ser super relaxante, claro.

E é isso, gente. Fiquei muito mais do que satisfeita com o resultado, nossa, nem sei expressar o quanto me fez bem. Acho que nem eu mesma sabia o quanto me afetavam as pálpebras caídas – além da alergia. Acho que cheguei a comentar por aqui em algum momento. Há mais de um ano eu passei a ter alergia daquelas bolsinhas de gordura que se depositam nas pálpebras (superior e inferior). Meus olhos reagiam com violência aos “corpos estranhos” e, vocês devem se lembrar, mais de uma vez tive que me afastar, inclusive do trabalho, por problemas nos olhos. Foi-se a gordurinha, cessaram esses problemas, um alívio.

A dica é: procure um profissional em que você deposite confiança. Veja outros trabalhos dele e seja honesta na hora de expressar quais são suas expectativas. Exija a mesma honestidade dele em relação aos resultados que podem ser alcançados, possíveis complicações e detalhamento dos cuidados antes e após o procedimento. Não custa dizer que o médico deve ter registro no Conselho Federal de Medicina e ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.



 
13.10.2014
beleza
28   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone
 
 

 
5   

Meus Queridinhos do Momento

 

Eu relutei muito tempo em usar a expressão *meus queridinhos* ou *favoritos* no blog, porque sempre achei que era um endosso muito forte, dizer que o produto tal é meu favorito e dali a uma semana eu aparecer bela e faceira usando outro e loucamente apaixonada. Não é nada demais falar isso pra nossa amiga e poder dizer, também pra ela, a qualquer momento, ‘olha, descobri outra coisa, mudei de ideia’. Publicar é diferente, o alcance é diferente e mudar de ideia rápido ganha ares de desconfiança, porque não dá pra avisar todo mundo o tempo todo que você mudou de ideia. E mudou de novo. E de novo, que é o que acontece em relação aos cosméticos, né?

Mas como percebi que é super normal atualmente ter *favoritos do mês*, acho que é hora de deixar pra trás essa minha preocupação com a coerência quadradinha e, custa nada, dividir com vocês meus amores efêmeros do momento. Pra reforçar essa (minha) mudança de paradigma, veio em momento mais do que perfeito o convite da Ju Lopes para participar de uma tag no blog dela – o ótimo Juro Valendo – respondendo quais são meus produtos Top 10.

Como eu estava devendo pra vocês uma rotina atualizada dos meus cuidados com a pele, aproveito essa arte linda que a Ju fez com tanto capricho, pra dividir aqui também o que anda povoando meu armarinho:

 

temqueter11

10 – LHA Cleansing Gel SkinCeuticals: “É um sabonete facial com textura gel. Ele é indicado pra peles mistas e com acne, mas na minha opinião a mulher brasileira em geral pode se dar bem com ele, por conta do controle da produção de oleosidade que seus ativos proporcionam. Deixa a pele limpíssima sem repuxar ou ressecar. Além de ser super eficiente na limpeza, ainda ajuda a prevenir o apareceimento de cravos e espinhas. E rende muito, viu? Um pinguinho dá pra higienizar rosto e pescoço.”

9 – Cleanance K Gel Esfoliante Hidratante Avène: “Não dá pra dispensar a hidratação nas peles oleosas (porque óleo é diferente de água e falta de água na pele = rugas), então gosto de hidratantes próprios para peles mistas, que mantém a hidratação sem melar nem derreter durante o dia. Esse é ótimo pra usar logo depois do tônico, de manhã, antes do protetor. A pele absorve rapidinho e o efeito é duradouro. Tem água termal na composição, além de esfoliantes químicos suaves, que ajudam a manter os poros fechadinhos.”

8 – Minesol® Oil Control FPS 30 Roc: “Protetor inseparável. É uma rotina automática, limpei, protegi com ele. O FPS30 é super seguro pra quem não vai se expor diretamente ao sol (tipo praia ou piscina), o que faz dele perfeito para usar no dia a dia. Seca completamente e com rapidez, deixando a pele pronta pra maquiagem, se for o caso. Pra retocar a proteção ao longo do dia gosto de protetores compactos. Atualmente estou usando o Pó Compacto 3 em 1 BB CC DD FPS 54 Anna Pegova, que é um coringa daqueles que valem cada centavo do investimento.

7 – DERM AHA La Roche-Posay: “À noite substituo o hidratante comum por esse tratamento que age em vários sentidos. Ele potencializa a renovação celular com ativos próprios para peles mistas, ou seja, ajuda a manter a superfície da pele mais lisa, com poros equilibrados e age também afastando o aparecimento de rugas. A textura ajuda a espalhar fácil e rende horrores.”

6 – Avène Cold Cream Stick Labial: “Não vivo sem. Tenho ressecamento crônico dos lábios e não posso abrir mão dos balms, ou minha boca vira uma uva passa, de uma hora pra outra. Esse da Àvene é o que tem a maior função terapêutica pra mim (tipo um tratamento mesmo) não só hidrata as pelinhas, mas não deixa que a região inflame. Durante o dia uso os balms Ceralip e Caudalie, principalmente porque o Cold Cream deixa os lábios beeem brancos, então é melhor usá-lo à noite. Sou aloka do balm, reaplico o dia todo, mas é por necessidade mesmo.”

5 – Demaquilante Facial Aquoso Quem disse, Berenice?: “Adoro! Limpa bem e com suavidade, não precisa colocar força no algodão. É praticamente uma aguinha, não deixa o rosto peguento. Não tem óleo, não tem álcool, não tem cheio nem corante. Já para os olhos eu uso FrexClean, Allergan, porque é uma região problemática pra mim. Daí esse demaquilante específico limpa tudo (até Colossal) sem agredir, coçar ou deixar película oleosa. Esse só é vendido em farmácias, no balcão de medicamentos – mas não precisa de receita. É ótimo também para quem usa lentes de contato.”

4 – Tônico Facial Preparativo Contém 1g: “Vocês podem imaginar a quantidade de tônicos que já tive oportunidade de experimentar…e esse ainda ocupa o topo da minha lista. Minha pele se dá muito bem com ele, ganha um glow, sabe? Deixa com cara de ryca saudável (mesmo quando você a) não é rica, e b) está quase podre de gripe). Ele tem derivados do arroz e alfa bisabolol na fórmula, o que é ótimo pra manter a pele equilibrada.”

3 – Kendi Oil Dry Oil Mist Bamboo Smooth Alterna: “Digo pras amigas que essa é a bruma mágica para cabelos. É incrível, uma borrifada e os fios ganham uma textura de fada. Não é magia, claro, é que esse é um óleo seco (oi, tecnologia), então a superfície do fio ganha brilho imediato na aplicação, sem pesar, nem melar. Acaba com fios frizados em um instante e o único porém é que no Brasil o preço é muito alto. Peça prazamigas trazerem de fora e seja feliz, porque é maravilhoso. Realça qualquer cor de cabelo, mas as loiras ganham luzes ainda mais espetaculares.”

2 – Ampola L’Oréal Professionnel Cristalceutic: “Cabelo colorido dá trabalho. Cabelo colorido ruivo dá trabalho triplo, porque além de retocar e tratar, precisa obrigar a cor a ficar dentro do fio. Essa linha da L’Oréal Professionnel é razoavelmente nova e eu gostei muito do resultado desde a primeira vez que usei. Agora sempre que faço o retoque já faço a aplicação em seguida (o serviço completo prolonga bastante a cor vibrante) e tenho as ampolinhas pra usar em casa, pelo menos uma vez por semana.”

1 – Kit de Pincéis Portáteis Natura Una: “Sou meio louca por pincéis também, não posso ver uma novidade que já fico me coçando, mas a realidade é que se eu tivesse que fazer uma seleção nacional levando em consideração qualidade e funcionalidade, seria essa minha opção. Adoro esse tipo de cerda, macia na medida e com comprimento que permite definição na maquiagem. Lavo sempre e estão como novos, isso conta muito. Os três pincéis menores eu uso direto, sendo que o labial é meu preferido para fazer o contorno por fora dos lábios, com corretivo #ficaadica.”

E é claro que eu não conseguiria ficar em apenas 10, olha aqui mais 3 extras:

Sem-Título-16

Base HD Make Up For Ever
Shampoo Seco Batiste
Missha M Perfect Cover BB Cream SPF42

Sobre esse BB Cream miraculoso que mudou minha vida:
“Uma amiga me deu porque ele era muito hidratante para a pele dela e eu estou justamente atravessando um momento de ressecamento (provavelmente pela baixa umidade do ar). A cobertura dele é fantástica e dispensa base e corretivo. O FPS42 dispensa outro protetor (inclusive ele tem a barreira física da cor, que protege da luz branca). Se você gosta de pele matte, nem se dê o trabalho de experimentar, porque ele tem glow. Já quem gosta de aparência mais natural pode se beneficiar. Eu amei, já comprei mais (comprei no Mercado Livre e recomendo super esse vendedor, foi honesto e rápido)
Não poderia deixar de falar de um produto que foi meu fiel companheiro antes de conhecer o Missha. Por muito tempo usei o Maybelline BB Cream Dream Fresh diariamente, quando não ia para nenhum serviço externo. Ele tem tudo que é necessário: proteção e cor e um pouco de hidratação, além de preço super amigo. Coninuo considerando um ótimo produto e indico sempre que me pedem algo BBB que realmente cumpra o que promete. Só troquei mesmo pela questão da hidratação. É bem provável que no calorão eu volte correndo pra ele.” (ainda não voltei, continuo amando o Missha <3 )

Queria agradecer novamente à Ju Lopes pelo convite e deixar aqui registrado que o blog dela está, sem dúvida nenhuma, entre meus Top 10 blogs de Beleza. Bem no topo, de verdade.



 
13.10.2014
beleza
5   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone