4   

Expulsando a Celulite com a Terapia de Ondas Acústicas: D-ACTOR

 

Você provavelmente já ouviu falar nele, se não pelo nome, mas como o “aparelho da Madonna”. D-ACTOR é a mais recente novidade que aportou em clínicas e consultórios brasileiros, depois de conquistar a diva pop – dizem que ela comprou um para usar em casa – e outras celebridades.

A ideia é velha conhecida da medicina. Ondas acústicas – oscilações de alta frequência, em inglês Acoustic Wave Therapy – já são empregadas há muito tempo na ortopedia e urologia. A litotripsia, aquela que detona os cálculos renais, nada mais é do que uma terapia de ondas acústicas. Muita gente chama erroneamente de Laser, mas não é.

Com as devidas adaptações de comprimento de onda, a Terapia de Ondas Acústicas foi transformada para o uso estético na indústria alemã, criadora do D-ACTOR.

 

aparelho

 

Não-invasivo, o tratamento se mostrou eficiente e rápido no combate à celulite (graus I, II e III), além de também proporcionar mais firmeza à pele, graças à estimulação do colágeno. Gordura localizada e retenção de líquidos também são amenizadas.

 

A sessão consiste em direcionar ondas de choque (acústicas) diretamente nas regiões afetadas. Os disparos são feitos rapidamente sobre a pele que antes recebe uma camada de gel que facilita a aplicação. A região tratada também tem o fluxo sanguíneo e drenagem linfática acionados, já que as ondas reverberam através dos tecidos, o que resulta em uma melhora global do aspecto da celulite.

note que um lado está mais avermelhado do que o outro: é para demonstrar que diferentes alcances de onda podem ser utilizados

 

Cada pequena área tratada (coxas; quadril e glúteos são os que apresentam resultados mais evidentes) é trabalhada por quatro minutos, o que torna tudo bem mais prático, não demandando muito tempo a cada sessão, que leva, em média 30 min. no total. Uma novidade é que os braços também podem se beneficiar com o tratamento, que só não é indicado para a região abdominal. Para essa área há outras opções, tão eficientes quanto e que não expõe os muitos orgãos ali alojados à ondas de choque.

 

Há quem faça duas sessões na semana, para resultados ainda mais rápidos, mas grande parte das adeptas se diz satisfeita com 1 sessão semanal, alcançando resultados ótimos em até 8 sessões. Depois é só manter a danada da celu longe! rs

 

O tratamento deve ser realizado por um profissional capacitado, ok?

 

Pesquisando vi que o valor médio por sessão é de R$400, no Brasil. Mas é muito mais confiável você procurar um local que você já conheça e confie no serviço oferecido e marcar uma avaliação. Pacotes costumam ser muito mais econômicos do que sessões individuais. Aqui em Jundiaí eu conheci o novo tratamento na Clínica Valéria Campos (onde trato a pele há a-nos), que o apresentou a novidade para a imprensa local dia 03 de novembro.

 

Para mais infos:
Clínica Valéria Campos - site
Barão de Teffé – 1000 – Vianelo/Bonfiglioli, Jundiaí – SP
Telefone:(11) 4521-7197



 
04.11.2014
beleza
4   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone
 
 

 
17   

Cirurgia Plástica: fiz uma Blefaroplastia

 

Essa sou eu, em 2013:

blefaroplastia

E essa sou eu, Vivi versão mangá, 2014:

blefaroplastia

O que tem de diferente entre a Viviane das fotos do ano passado e essas mais atuais? Uma Blefaroplastia, ou cirurgia das pálpebras.

Vou dizer que, entre o cardápio variado das plásticas, a Blefaroplastia era a única que realmente me tentava, por mais que todo mundo estivesse por aí botando silicone e fazendo Lipo, eu só cheguei a cogitar operar as pálpebras, que me incomodavam desde que me conheço por gente. Elas não caíram, nasceram caídas, tadinhas. Isso me pesava muito na fisionomia, que era sempre de uma pessoa brava e muitos anos mais velha do que consta na certidão.

Por outro lado eu não chegava nem a considerar a possibilidade de um dia fazer, porque meu limite para estética esbarra na anestesia geral. É como se eu tivesse traçado uma fronteira: faço tudo; uso cremes, faço Laser, deixo me cutucarem com agulhas, me esfolarem com areia, mas anestesia geral só em caso de necessidade médica. Não tenho julgamento pra quem se submete à ela, apenas decidi que eu não correria os riscos por vaidade.

Até que.

 

Um dia me disseram que as coisas tinham mudado e que, atualmente, não é obrigatório fazer o procedimento em Centro Cirúrgico, ou seja, poderia ser feito em consultório, com anestesia local e sedação. Do momento em que fiquei sabendo disso, até eu efetivamente fazer a cirurgia não se passaram 45 dias. Foi como se cortassem o cordão que me prendia à minhas pálpebras tristes, ‘corra, Vivi, corra!’ e lá fui eu fazer pré-operatorios, felizona.

Não pensem que fiz #aloka e me enfiei na primeira Clínica que encontrei, tá? rs Eu tava empolgada, mas com juízo. Conhecia a (Dra) Dani Battistoni dos redutos de beleza jundiaienses (a.k.a Salão Carla Consentino); ela é cirurgiã plástica e tem clínica própria, além de fazer um trabalho maravilhoso de Cirurgia Plástica Reparadora, no atendimento de um mega hospital público daqui. Fora que ela é tão legal, tão alto astral, que desconfio que se ela fosse cirurgiã  veterinária eu ia querer que minha cirurgia fosse feita por ela, mesmo assim hahahahaha Sério, eu vi outros trabalhos dela, falei com pacientes e, conhecendo o ser humano Dani Battistoni, não tinha nem que pensar, era com ela que eu queria fazer.

A consulta foi super tranquila e informativa. Tranquila porque ela falou com naturalidade e detalhadamente sobre como seria feito; e informativa porque eu pergunto tudo e mais um pouco, quero saber até o que os pacientes normalmente não querem saber. Sou assim, me tranquiliza saber os pormenores, mesmo que técnicos. Ela me pediu uma série de exames pré-operatórios, o que é rotina. Apesar da anestesia ser local, a Blefaroplastia é considerada uma cirurgia de médio porte (a minha levou 3 horas), então é preciso fazer esse check up direitinho. Isso ajuda a evitar imprevistos durante o procedimento e também na recuperação.

Fiz a cirurgia dia 31 de dezembro de 2013. Você leu direito, eu passei o réveillon “operada”. Porque eu quis, viu. Eu não ia viajar, se deixasse escapar essa data só seria no final de janeiro e, claro, a essa altura eu já não queria esperar. Era pra melhor, eu estava é ansiosa demais pra me preocupar com a minha aparência no Ano Novo.

Tudo correu na mais perfeita paz. Operei as pálpebras superiores e inferiores (aquelas bolsinhas abaixo dos olhos), retirando gordura e excesso de pele. Não senti nada de dor durante o procedimento e na recuperação segui à risca as orientações da médica e não fazia absolutamente nada. Isso é fundamental, muita gente peca nessa hora: como você não sente dor, pensa que está 100% e sai saracoteando por aí. Não pode. Seu organismo está em um importante processo de recuperação e regeneração de tecidos. Tem que ficar quietinha, meditando, esperando a mágica acontecer.

 

Eu estava tão feliz por finalmente ter me livrado do excesso de pele que levei de boníssima os primeiros 30 dias, apesar do hematoma ser de assustar olhos destreinados e apesar do inchaço que ia e voltava, porque é uma região chatinha mesmo. Se já acordamos com a cara inchada só por dormir, imagina depois de uma cirurgia. Mas, olha, passou que eu nem vi.

Os pontos foram tirados depois de apenas 4 dias! Depois os retornos eram semanais e por fim quinzenais. Nos primeiros 60 dias é recomendado pegar leve no esforço, depois, vida normal. A cicatrização total da região é após, aproximadamente, seis meses depois do procedimento. Nesse intervalo a única coisa que alterava era a coloração. Um dia a cicatriz estava rosa, no outro quase invisível, tudo dependia muito da temperatura,  porque minha pele é bem reativa.

Nas primeiras duas semanas também é aconselhável fazer drenagem na região, com uma profissional habilitada para pós-cirúrgico. Ajuda demais, melhora muito a sensação de inchaço e você consegue ver os primeiros resultados. Além de ser super relaxante, claro.

E é isso, gente. Fiquei muito mais do que satisfeita com o resultado, nossa, nem sei expressar o quanto me fez bem. Acho que nem eu mesma sabia o quanto me afetavam as pálpebras caídas – além da alergia. Acho que cheguei a comentar por aqui em algum momento. Há mais de um ano eu passei a ter alergia daquelas bolsinhas de gordura que se depositam nas pálpebras (superior e inferior). Meus olhos reagiam com violência aos “corpos estranhos” e, vocês devem se lembrar, mais de uma vez tive que me afastar, inclusive do trabalho, por problemas nos olhos. Foi-se a gordurinha, cessaram esses problemas, um alívio.

A dica é: procure um profissional em que você deposite confiança. Veja outros trabalhos dele e seja honesta na hora de expressar quais são suas expectativas. Exija a mesma honestidade dele em relação aos resultados que podem ser alcançados, possíveis complicações e detalhamento dos cuidados antes e após o procedimento. Não custa dizer que o médico deve ter registro no Conselho Federal de Medicina e ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.



 
13.10.2014
beleza
17   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone
 
 

 
2   

Meus Queridinhos do Momento

 

Eu relutei muito tempo em usar a expressão *meus queridinhos* ou *favoritos* no blog, porque sempre achei que era um endosso muito forte, dizer que o produto tal é meu favorito e dali a uma semana eu aparecer bela e faceira usando outro e loucamente apaixonada. Não é nada demais falar isso pra nossa amiga e poder dizer, também pra ela, a qualquer momento, ‘olha, descobri outra coisa, mudei de ideia’. Publicar é diferente, o alcance é diferente e mudar de ideia rápido ganha ares de desconfiança, porque não dá pra avisar todo mundo o tempo todo que você mudou de ideia. E mudou de novo. E de novo, que é o que acontece em relação aos cosméticos, né?

Mas como percebi que é super normal atualmente ter *favoritos do mês*, acho que é hora de deixar pra trás essa minha preocupação com a coerência quadradinha e, custa nada, dividir com vocês meus amores efêmeros do momento. Pra reforçar essa (minha) mudança de paradigma, veio em momento mais do que perfeito o convite da Ju Lopes para participar de uma tag no blog dela – o ótimo Juro Valendo – respondendo quais são meus produtos Top 10.

Como eu estava devendo pra vocês uma rotina atualizada dos meus cuidados com a pele, aproveito essa arte linda que a Ju fez com tanto capricho, pra dividir aqui também o que anda povoando meu armarinho:

 

temqueter11

10 – LHA Cleansing Gel SkinCeuticals: “É um sabonete facial com textura gel. Ele é indicado pra peles mistas e com acne, mas na minha opinião a mulher brasileira em geral pode se dar bem com ele, por conta do controle da produção de oleosidade que seus ativos proporcionam. Deixa a pele limpíssima sem repuxar ou ressecar. Além de ser super eficiente na limpeza, ainda ajuda a prevenir o apareceimento de cravos e espinhas. E rende muito, viu? Um pinguinho dá pra higienizar rosto e pescoço.”

9 – Cleanance K Gel Esfoliante Hidratante Avène: “Não dá pra dispensar a hidratação nas peles oleosas (porque óleo é diferente de água e falta de água na pele = rugas), então gosto de hidratantes próprios para peles mistas, que mantém a hidratação sem melar nem derreter durante o dia. Esse é ótimo pra usar logo depois do tônico, de manhã, antes do protetor. A pele absorve rapidinho e o efeito é duradouro. Tem água termal na composição, além de esfoliantes químicos suaves, que ajudam a manter os poros fechadinhos.”

8 – Minesol® Oil Control FPS 30 Roc: “Protetor inseparável. É uma rotina automática, limpei, protegi com ele. O FPS30 é super seguro pra quem não vai se expor diretamente ao sol (tipo praia ou piscina), o que faz dele perfeito para usar no dia a dia. Seca completamente e com rapidez, deixando a pele pronta pra maquiagem, se for o caso. Pra retocar a proteção ao longo do dia gosto de protetores compactos. Atualmente estou usando o Pó Compacto 3 em 1 BB CC DD FPS 54 Anna Pegova, que é um coringa daqueles que valem cada centavo do investimento.

7 – DERM AHA La Roche-Posay: “À noite substituo o hidratante comum por esse tratamento que age em vários sentidos. Ele potencializa a renovação celular com ativos próprios para peles mistas, ou seja, ajuda a manter a superfície da pele mais lisa, com poros equilibrados e age também afastando o aparecimento de rugas. A textura ajuda a espalhar fácil e rende horrores.”

6 – Avène Cold Cream Stick Labial: “Não vivo sem. Tenho ressecamento crônico dos lábios e não posso abrir mão dos balms, ou minha boca vira uma uva passa, de uma hora pra outra. Esse da Àvene é o que tem a maior função terapêutica pra mim (tipo um tratamento mesmo) não só hidrata as pelinhas, mas não deixa que a região inflame. Durante o dia uso os balms Ceralip e Caudalie, principalmente porque o Cold Cream deixa os lábios beeem brancos, então é melhor usá-lo à noite. Sou aloka do balm, reaplico o dia todo, mas é por necessidade mesmo.”

5 – Demaquilante Facial Aquoso Quem disse, Berenice?: “Adoro! Limpa bem e com suavidade, não precisa colocar força no algodão. É praticamente uma aguinha, não deixa o rosto peguento. Não tem óleo, não tem álcool, não tem cheio nem corante. Já para os olhos eu uso FrexClean, Allergan, porque é uma região problemática pra mim. Daí esse demaquilante específico limpa tudo (até Colossal) sem agredir, coçar ou deixar película oleosa. Esse só é vendido em farmácias, no balcão de medicamentos – mas não precisa de receita. É ótimo também para quem usa lentes de contato.”

4 – Tônico Facial Preparativo Contém 1g: “Vocês podem imaginar a quantidade de tônicos que já tive oportunidade de experimentar…e esse ainda ocupa o topo da minha lista. Minha pele se dá muito bem com ele, ganha um glow, sabe? Deixa com cara de ryca saudável (mesmo quando você a) não é rica, e b) está quase podre de gripe). Ele tem derivados do arroz e alfa bisabolol na fórmula, o que é ótimo pra manter a pele equilibrada.”

3 – Kendi Oil Dry Oil Mist Bamboo Smooth Alterna: “Digo pras amigas que essa é a bruma mágica para cabelos. É incrível, uma borrifada e os fios ganham uma textura de fada. Não é magia, claro, é que esse é um óleo seco (oi, tecnologia), então a superfície do fio ganha brilho imediato na aplicação, sem pesar, nem melar. Acaba com fios frizados em um instante e o único porém é que no Brasil o preço é muito alto. Peça prazamigas trazerem de fora e seja feliz, porque é maravilhoso. Realça qualquer cor de cabelo, mas as loiras ganham luzes ainda mais espetaculares.”

2 – Ampola L’Oréal Professionnel Cristalceutic: “Cabelo colorido dá trabalho. Cabelo colorido ruivo dá trabalho triplo, porque além de retocar e tratar, precisa obrigar a cor a ficar dentro do fio. Essa linha da L’Oréal Professionnel é razoavelmente nova e eu gostei muito do resultado desde a primeira vez que usei. Agora sempre que faço o retoque já faço a aplicação em seguida (o serviço completo prolonga bastante a cor vibrante) e tenho as ampolinhas pra usar em casa, pelo menos uma vez por semana.”

1 – Kit de Pincéis Portáteis Natura Una: “Sou meio louca por pincéis também, não posso ver uma novidade que já fico me coçando, mas a realidade é que se eu tivesse que fazer uma seleção nacional levando em consideração qualidade e funcionalidade, seria essa minha opção. Adoro esse tipo de cerda, macia na medida e com comprimento que permite definição na maquiagem. Lavo sempre e estão como novos, isso conta muito. Os três pincéis menores eu uso direto, sendo que o labial é meu preferido para fazer o contorno por fora dos lábios, com corretivo #ficaadica.”

E é claro que eu não conseguiria ficar em apenas 10, olha aqui mais 3 extras:

Sem-Título-16

Base HD Make Up For Ever
Shampoo Seco Batiste
Missha M Perfect Cover BB Cream SPF42

Sobre esse BB Cream miraculoso que mudou minha vida:
“Uma amiga me deu porque ele era muito hidratante para a pele dela e eu estou justamente atravessando um momento de ressecamento (provavelmente pela baixa umidade do ar). A cobertura dele é fantástica e dispensa base e corretivo. O FPS42 dispensa outro protetor (inclusive ele tem a barreira física da cor, que protege da luz branca). Se você gosta de pele matte, nem se dê o trabalho de experimentar, porque ele tem glow. Já quem gosta de aparência mais natural pode se beneficiar. Eu amei, já comprei mais (comprei no Mercado Livre e recomendo super esse vendedor, foi honesto e rápido)
Não poderia deixar de falar de um produto que foi meu fiel companheiro antes de conhecer o Missha. Por muito tempo usei o Maybelline BB Cream Dream Fresh diariamente, quando não ia para nenhum serviço externo. Ele tem tudo que é necessário: proteção e cor e um pouco de hidratação, além de preço super amigo. Coninuo considerando um ótimo produto e indico sempre que me pedem algo BBB que realmente cumpra o que promete. Só troquei mesmo pela questão da hidratação. É bem provável que no calorão eu volte correndo pra ele.” (ainda não voltei, continuo amando o Missha <3 )

Queria agradecer novamente à Ju Lopes pelo convite e deixar aqui registrado que o blog dela está, sem dúvida nenhuma, entre meus Top 10 blogs de Beleza. Bem no topo, de verdade.



 
13.10.2014
beleza
2   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone
 
 

 
0   

Desculpe Mas Vou Falar – de novo – ‪#‎StopTheBeautyMadness‬

 

Esse texto escrevi no dia seguinte ao post anterior, na minha página pessoal do Facebook. Quero deixar aqui registrado também, pra mim mesma, pra me lembrar que considerei importante me expressar em relação a isso diante da idiotice que vi se transformar o movimento ‪#‎StopTheBeautyMadness‬.

Acho lamentável ver que a sociedade de um modo geral (e mais doloroso ainda, mulheres) estejam usando a tag para chamar as outras de feias, estragadas, tribufús e coisas do gênero. Não acho engraçado, acho estúpido, apenas.

01

Vamos lá, mais dez centavos meus sobre o assunto ‘publicar foto sem maquiagem’. Em algum momento indeterminado, perdido na tradução, o movimento acabou ganhando o status de “Desafio”. Não é bem por aí, gente. Não tem nada a ver com ‘quero ver se tu tem coragem de aparecer embarangada na internet’.

Percebem o erro? A essência do Manifesto é justamente o contrário disso; é convidar suas amigas a revelar, da forma mais natural do mundo, sua imagem sem artifícios de maquiagem e filtros fotográficos. É dizer que é ok; que todo mundo tem pele desigual, olheiras, rugas, espinhas, marcas. É ok, é normal, é humano.

Assim como também é okay gostar de usar maquiagem no dia a dia, porque pele natural não é uma bandeira de libertação, do mesmo jeito que rosto maquiado não é um decreto de prisão aos padrões de perfeição. Às vezes é só questão de gosto pessoal, e respeito à vontade dos outros é uma coisa que deveríamos aprender cedo na vida, mas nem sempre rola, não é?

Autoestima é um assunto bem sério. Vai muito além de não gostar de usar shorts porque a perna está branca ou ficar no dilema ‘devo ou não usar regata sem sutiã’. Algumas pessoas (um número muito maior do que a maior parte de nós pode imaginar) tem problemas seríssimos com o que veem refletido no espelho. Essas pessoas se envergonham diante daquilo que tem de mais sagrado nessa vida sobre a terra: seu próprio corpo. Partes dele.

São histórias tão tristes como a da garota que me procurou por email, contando que tinha deixado de ir à escola, por vergonha das marcas que a acne lhe causou. Ou da mulher que não usava batom porque não gostava dos risquinhos na sua boca. Sim, porque essa pessoa olha no espelho e não vê um ser humano, ela vê risquinhos gigantes na boca. Vê melasmas de óculos, vê flacidez usando brincos.

Por isso, quando a gente que ama e vive e trabalha e respira maquiagem publica uma imagem sem ela, a intenção não é fazer um cabo de guerra de coragem e ver quem ganha a aposta, mas mandar um recado de humanidade para milhares de mulheres – NO MUNDO – que um dia foram levadas a pensar que perfeição existe e que SÓ ELAS não foram agraciadas com esse presente.

Não meninas, ninguém é perfeito, nem nós, nem vocês, nem as modelos, nem as rycas, ninguém. Perfeição é uma régua que ganha a dimensão que você dá e às vezes a gente erra feio nessa medida.
Maquiagem não é mocinha e nem bandida. Aparecer publicamente sem ela não é um Desafio, é só uma tentativa de demonstrar que, abaixo de camadas de base e corretivo, existe um fator em comum a todas nós, um componente fundamental: uma mulher que merece ser feliz sem paranóia.
#‎StopTheBeautyMadness



 
08.09.2014
beleza comportamento
0   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone
 
 

 
0   

Pare a Loucura pela Beleza #stopthebeautymadness

 

Fiquei muito feliz quando recebi a indicação feita pela Victoria Siqueira, para que eu participasse do movimento #StopTheBeautyMadness. Como muitos de vocês já sabem, participo também do #TerçaSemMake, criado pelas meninas do GWS – Girls With Style, que tem em comum com o manifesto Stop the Beauty Madness o desejo genuíno de despertar em nós, mulheres, um olhar mais humano e bondoso em relação a nossa própria imagem e das pessoas em geral.

10626550_897485780279671_2293776886996666970_n

Dizem que a gente ensina melhor aquilo que mais precisa aprender. No meu caso, é a mais pura verdade. Como tive oportunidade de dizer em outras ocasiões, repito agora; maquiagem e vaidades em geral são, pra mim, uma rota de fuga. Não da realidade em si (dessa ninguém consegue fugir por muito tempo), mas uma pausa pra respirar colorido em um mundo real onde a crueldade tem seu contraste preto no branco bem marcado. No momento em que pinto o rosto, não me sinto mais poderosa ou inabalável. É só uma casquinha, um verniz de diversão, praticamente a mesma coisa que eu sentia ao fazer duas maria-chiquinhas na infância.

 

Acho fantástico como um pingo de corretivo e um rímel podem fazer sorrir instantaneamente mulheres que nunca tinham se visto “bonitas” no espelho. Um nadinha, sabe, e a pessoa se admira, feliz. Que mal há nisso?

 

O mal está nos outros. Passei da fase de culpar só a mídia. O que veio primeiro, o padrão de perfeição inalcansável exibido ou o julgamento ‘inocente’ daqueles que dizem que a Fulana se chama Raimunda (a feia de cara e boa de… vocês sabem). Feia comparada a quem? Bonita baseada em quê?

 

Todas as tentativas publicitárias que vi, que tentaram usar imagens mais realistas, foram criticadas pela ‘falta de cuidado’. Você pode fazer uma campanha assim, da mulher real, desde que deixe EXPLÍCITO, que aquela é uma campanha feita com mulheres reais, com uma bandeira bem à vista. Experimente pegar uma mulher real e colocar em uma campanha tradicional. O cliente até pode aprovar, mas e o público? Pessoalmente já ouvi críticas sobre a falta de cuidado de uma marca de maquiagem deixar evidentes os poros das modelos. Onde já se viu, não é mesmo um absurdo, uma mulher COM POROS anunciando maquiagem?!

 

Não serei hipócrita: odeio sim minhas olheiras, detesto as marcas de expressão, sou a eterna caçadora do colágeno perdido, o que isso diz sobre mim? Pouca coisa, só que uso corretivo sempre e uns cremes aí. Que me submeto a procedimentos estéticos pra conseguir uma pele boa. Porque eu quero ter. Eu também queria ter 1,75 de altura, mas não há nada que eu possa fazer a esse respeito. Em relação a uma pele melhor eu posso tomar algumas atitudes, é isso que eu faço.

 

Eu amo maquiagem, mas é bem provável que se você me encontrar no shopping, num final de semana preguiçoso, eu esteja só com um rímel e um coque podrinho. Porque sim, porque não é todo dia que quero brincar.

 

Tenho fotos muito desfavoráveis espelhadas por esse mundo do Google. Fazer o quê, os dias – assim como os ângulos – são uns melhores que outros. Não muda na-da na minha vida e absolutamente tudo, o bom e o ruim, passa.

 

Só a mania do julgamento é que demora a passar. Faz pouquíssimo tempo que compartilhei aqui a indignação de uma pessoa que viu na fan page uma foto minha sem maquiagem. Em minha defesa:
a) eu estava de batom.
b) eu estava mostrando o corte de cabelo.
c) ela não me conhece, senão saberia que eu não me preocupo com minha “imagem de blogueira”, coisa que na minha cabeça não existe.

 

A mulher real incomoda muito mais às outras pessoas reais do que qualquer über diva. É como se, mostrando nossa imagem ‘imperfeita’, estivéssemos roubando delas o sonho do glamour alcançado, as princesas Disney, o poder.

 

Amigas, maquiagem é muito legal, mas sai (tem que sair mesmo aliás, senão te deixa com a pele ruim a longo prazo, olha a ironia). Muito mais legal e duradouro é cultivar uma postura mais compreensiva em relação a outras pessoas. Guardar a lupa, as pedras e amaciar a língua.

 

Não é fácil, quando percebo também estou julgando, mas hoje em dia me policio muito mais. Eu nunca vou ser gentil comigo mesma se estiver sempre pronta pra despejar veneno a meu redor.

 

Estou arduamente tentando me aceitar. Se um dia o mundo for capaz de me aceitar também, o lucro é pra todo mundo.

 

E pra continuar o desafio, vou convidar três feras da maquiagem internética: Bruna Tavares; Karen Bachini e Rënatha Däewiez Davies. Mas, de boa, não esperem convite, não! Bora lá participar a vontade :)

 

Para saber mais sobre o manifesto, acesse Stop The Beauty Madness.

Para acompanhar as participações, procure pela hastag #StopTheBeautyMadness nas mídias sociais.



 
31.08.2014
beleza comportamento
0   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone
 
 

 
4   

Produtos Multitarefa: Quando uma Coisa é Uma Coisa e Outra Coisa é Outra Coisa

 

Multitarefa.
Certeza de que já ouviram falar sobre isso em relação ao trabalho de pessoas que exercem múltiplas funções em seus cargos. Ultimamente ouve-se ainda mais em relação a cosméticos.

Em ambos os casos, o importante é que sua função principal seja exercida de maneira excelente. Por exemplo, de que adianta se gabar que consegue acumular as tarefas que seriam cabíveis a outras 2 pessoas, tentando fazer bonito pra chefia, quando os resultados do seu trabalho são todos mais ou menos? Nenhum deles se sobressai, sendo apenas ‘aceitáveis’? Onde está a vantagem em ser um profissional mais ou menos em várias coisas, que nunca é excepcional em nenhuma?

Com produtos de beleza a ideia é exatamente a mesma. Não adianta na-da prometer limpar, tonificar, hidratar e proteger no mesmo frasquinho, se no fim o resultado é mais ou menos. O rosto não fica limpo o suficiente; mal e porcamente tonificado e longe de estar hidratado ou seguramente protegido. Sem contar que, provavelmente, os poros ainda podem acabar obstruídos, gerando outra série de problemas, como espinhas e comedões.

Então, atenção redobrada às promessas na hora de escolher. Olhos bem abertos na função principal daquilo que você compra, pra não jogar dinheiro fora e, principalmente, causar algum dano à sua pele/corpo.

02

 

Produtos Multiuso Fáceis de Encontrar nas Prateleiras

Veja bem

Loção Hidratante Desodorante - hidratação verdadeira e profunda com perfume intenso e duradouro? Hum. Seu hidratante precisa, acima de tudo, hidratar. Ter formulação com ativos que penetrem profundamente na pele e sejam capazes de reter a água lá por mais tempo. A parte perfumada você pode conseguir com uma loção perfumada; seu próprio perfume, enfim, de outras maneiras que não comprometam a função primária do produto, que é manter a umidade nas células.

Protetor Solar Com Cor de Base – se sua pele é normal ou seca, ótimo! Se jogue sem medo no produto, que pode substituir a base da maquiagem, eliminando aí uma camada de produto, aumentando a leveza. Porém, se tiver olheiras e manchinhas, esse tipo de protetor não vai eliminar o coretivo. Fique atenta para a cor dos produtos não brigarem no seu rosto.  Porém 2: peles mistas e oleosas raramente se dão bem com esses protetores, porque sua constituição é naturalmente mais densa e contém algum tipo de óleo, mesmo que em quantidades mínimas. Daí, já sabe: pele oleosa pede protetor E base completamente livre de óleo.

Shampoo Condicionador – coisa de menino, né? (rs) Raramente a gente perde a chance de escolher um shampoo + condicionador + máscara + leave in. Se bobear uma ampola pra usar semanalmente. Se vier em nécessaire especial, então, aí tem até saltitos de felicidade no corredor da loja.  A questão é de sempre: limpar e condicionar 100% com um produto só, será que rola mesmo, pra todos os tipos de cabelos?

Sabonete Hidratante – No corpo? Perfeito. No rosto? Passe longe, por favor. Limpe e hidrate com produtos próprios para seu tipo de pele. Publicidade tem poder, mas nossa inteligência também. Os testes feitos com um número X de pessoas não dizem se a pessoa X tem aquela área sensível como a sua; oleosa como a sua ou reativa como a sua. Se é para generalizar e lavar o rosto com sabonete, que seja um neutro, que se proponha apenas a limpar.

Sem medo de ser feliz

BB/CC Cream – inclua aí qualquer outra letra do novo alfabeto da beleza. É imensa a quantidade de produtos para pele que reuniram benefícios como hidratar, corrigir e proteger a face (entre outras muitas funções). Vistos com alguma desconfiança no princípio, hoje são itens inseparáveis no arsenal de beleza da mulherada. Uma de suas vantagens mais valiosas é: eles poupam tempo. Depois de demonstrar que são, sim, capazes de uniformizar a cor da pele e proteger com segurança, cada vez esse tipo de produtinho vem substituindo a base no nosso cotidiano, deixando a maquiagem completa, com produtos tradicionais e várias etapas, para ocasiões onde é possível dispensar uma atenção maior à aplicação. Há opções para todos os gostos, necessidades e bolsos. Vale super a pena garimpar o seu, ajuda demais na vida da mulher que vive correndo, ou seja, todas. (e se seu medo é reforçar a proteção solar ao longo do dia, minha dica é fazer isso com protetor em pó ;) )

Batom que vira sombra cremosa/ blush cremoso (e suas variações, blush que vira batom etc.) – taí uma mistura que vale a apostar. Como o uso é todo na mesma área (a face), os riscos de alergia sã reduzidos e a possibilidade de eficácia é alta.

Sombra na Misturinha do Esmalte – misturando bem, que mal tem?

Danger! danger! danger!

Colírio, diluente de esmalte, demaquilante e água de chuva na máscara para cílios – precisa dizer porquê???

 



 
08.08.2014
beleza compras
4   
Se gostou desse post conta pros amigos!
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someone